terça-feira, 27 de janeiro de 2009

O Outro Lado da 2ª Guerra Mundial.

Neste últimos 10 dias dei-me conta dum facto completamente aleatório e curioso.
Durante esses dias, o meu processo normal de "aculturação" cinematográfica e teatral, directa ou indirectamente, tocaram no mesmo assunto, na mesma temática: a 2ª Grande Guerra, o maior horror da História da Humanidade. Mas desta vez, sob um ponta de vista diferente do habitual.
Normalmente a maior parte dos filmes ou peças de teatro que vemos sobre esta guerra, descrevem, mencionam e/ou enfatisam as forças aliadas, mostrando pouco o outro lado da barricada. Desta vez, tive oportunidade de olhar para o outro lado, o lado alemão e o lado judeu.

Os filmes:

- A Queda - Hitler e o Fim do Terceiro Reich (2004), de Oliver Hirschbiegel. Um poderoso e angustiante retrato dos últimos dias da guerra, da derrota alemã e da vida de Adolf Hitler;

- Australia (2008), de Baz Luhrmann. Este toca na temática indirectamente, pois reconstrói os ataques do Japão à Australia, em 1941, após o ataque a Pearl Harbour, no Hawaii. Não nos é mostrado o lado japonês;

- Resistentes (2008), de Edward Zwick. A história de coragem dos quatro irmãos Bielski, biélorussos judeus que resistiram às investidas alemãs, salvando mais de 1200 pessoas.

A peça de Teatro:

- De Homem para Homem, com Beatriz Batarda. A história duma alemã judia no seu país natal, entre os anos 30 e os anos 80 do século XX.

A reflexão que posso tirar deste curioso apontamento sobre o outro lado da guerra é que, tal como em todas as histórias, existem sempre duas versões, duas visões, dois lados distintos. Na maior parte das vezes quase nunca olhamos para o "outro lado" e isso é necessário para compreendermos o que leva o ser humano a fazer coisas tão horrendas como estas que sucederam na 2ª Guerra Mundial.

1 comentário:

Roberto F. A. Simões disse...

Carlos,

Não sei se teria disponibilidade para aceitar o convite, mas o CINEROAD gostaria muito de poder contar com uma crítica sua sobre o filme THE FALL, no âmbito na iniciativa lançada e à qual já aderiu.

Em caso afirmativo, gostava que desse uma resposta e enviasse a crítica para o e-mail geral.cineroad@hotmail.com

Cumps.
Roberto F. A. Simões
cineroad.blogspot.com