quinta-feira, 7 de agosto de 2008

EXTRA, EXTRA!

Amigos e leitores deste blogue, aqui fica o meu 1º trabalho a sério como crítico de cinema. Beijos e Abraços.

Título: O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight)

Ano: 2008

Realização: Christopher Nolan

Elenco: Christian Bale, Michael Caine, Heath Ledger, Maggie Gyllenhaal, Gary Oldman, Aaron Eckhart e Morgan Freeman.

Género: Acção, Thriller, Crime, Baseado em BD

Sinopse/Crítica: Há muito tempo que sabemos que Batman ultrapassou as fronteiras da banda desenhada, passando a incorporar a televisão e o cinema. Com Christopher Nolan, a personagem ganhou aquilo que nunca tinha ganho antes: uma postura verdadeiramente séria, humana e mais verosímil. Então o que dizer do novo filme de Batman, O Cavaleiro das Trevas (2008)? Se Batman - O Início (2005) já tinha elevado a fasquia, este ultrapassa-a completamente, sem saber quais serão os seus limites. Penso que estamos, certamente, perante um dos filmes do ano.

Nesta nova aventura, além do tenente Jim Gordon (Gary Oldman), Bruce Wayne/Batman (Christian Bale) conta com um novo aliado no combate ao crime organizado de Gotham City: o Procurador-Geral, Harvey Dent (Aaron Eckhart). Mas tudo se torna mais difícil quando um novo criminoso aparece na cidade. Joker (Heath Ledger), de seu nome, espalhará o medo e o terror pelas ruas, se ninguém tomar medidas.

Uma premissa simples, mas com uma história bastante elaborada, coerente e muito bem contada por imagens, como Nolan já nos vem habituando. O filme é longo mas sem tempos mortos, graças a uma montagem eficaz, cheia de clímaxes e anti-clímaxes, até a sua conclusão final.

O filme invoca novamente a questão das escolhas. De que lado estamos? Termos o poder para agir e resolver os problemas, justifica quebrar a lei? Todas as escolhas que fazemos não afectarão também os que nos rodeiam? Jogaremos, seguiremos as regras ou ignoramo-las? Quão ténue será a linha que separa o bem do mal, a ordem do caos? Questões com as quais se depara Bruce Wayne/Batman, quando vê em Harvey Dent, o seu possível sucessor na “limpeza” das ruas de Gotham City.

O elenco é fabuloso, como já o tinha sido em Batman - O Início. Sem contar com os repetentes, Christian Bale, Michael Caine, Gary Oldman e Morgan Freeman, que estão muito bem, os estreantes Maggie Gyllenhaal e Aaron Eckhart estão óptimos, com uma palavra especial para Heath Ledger, no papel do maquiavélico palhaço assassino Joker. Todos sabemos que o actor faleceu no passado mês de Janeiro, criando uma enorme expectativa à volta do filme e da personagem interpretada. De facto, Ledger tem aqui o grande papel da sua (curta) vida, recriando à sua maneira, todos os atributos que Joker já nos tinha habituado na BD. É impossível o espectador não se fascinar pelo misto de atracção e repulsa que a personagem provoca. Desejamos sempre que apareça na tela quando não está e sentimo-nos aterrorizados quando ele aparece em cena. Ficamos sempre sem saber o que esperar dele, pois é totalmente imprevisível. Já se fala em Óscares. A ver vamos.

Uma nota de destaque para a música de Hans Zimmer e James Newton Howard, que consegue prender o espectador nos momentos de maior tensão. Zimmer e Howard também compuseram a banda sonora de Batman - O Início (2005).

O Cavaleiro das Trevas (2008), de Christopher Nolan, é sem dúvida o filme deste Verão, um dos melhores do ano, e é tudo aquilo que um blockbuster deve ser efectivamente: um grande filme, com uma grande história.


Classificação: ***** - A não perder


Legenda:

*- Mau

** - A ver

*** - Bom

**** - Muito bom

***** - A não perder


(Texto publicado na edição de 07 de Agosto de 2008 do jornal Carteia.)

3 comentários:

Xantipa disse...

Parabéns pelo fim do curso e parabéns pelo 1º trabalho!
:)

Beny disse...

Com certeza o 1º de muitos trabalhos, até porque dia 21 de Agosto saem mais. :) Obrigado.

X-Filer disse...

Sim senhor meu caro! À profissional, sem dúvida. Ah, e, não se se foi propositado ou apenas por lapso, mas o Hans Zimmer também tinha feito com a Lisa Gerrard a banda sonora do "Gladiador"... Strenght and honnour!